PRODUTOS Acionamento do Pivô Central de Irrigação

Desde 1978 a UMC trabalha para fornecer continuamente componentes mais fortes, melhores para manter os sistemas de irrigação por pivô centra operando por mais tempo e de forma mais eficiente. Para realmente maximizar a vida útil do câmbio, gastar um pouco de tempo com manutenção básica pode ser uma boa forma.

Dicas de Manutenção Básica do Fundador da UMC, Bill Smith

Os componentes da transmissão atual são o resultado de muitos anos de pesquisas, testes e operação no campo. O desenvolvimento levou a um aumento na sofisticação e durabilidade dos câmbios e componentes relacionados. Como evidência, agora os fabricantes de pivôs oferecem rotineiramente garantias excepcionais de câmbio, normalmente se estendendo de sete a oito anos. Contudo, a maioria destas garantias são válidas apenas se os proprietários aderirem a requisitos rígidos de manutenção e serviço. Ao resistir às garantias, os profissionais de irrigação podem ser se defrontar com tomar muito cuidado com seus componentes da transmissão, estendendo assim a vida útil e aumentando com eficiência os custos.

Princípios básicos

A seguir três princípios básicos da manutenção de câmbios:

  1. Na instalação inicial de um câmbio, é importante verificar os parafusos de montagem traseiros e as porcas. Estes parafusos devem ser verificados rotineiramente ao longo da vida útil do câmbio para assegurar que observaram as especificações do fabricante.
  2. Na configuração e instalação, e antes de operar inicialmente o sistema, cada câmbio deve ter o plugue superior de abastecimento removido. Este “arroto” do câmbio normalizará a pressão no câmbio. A altitude acima do nível do mar e a temperatura podem pressurizar os câmbios. Ao mesmo tempo, o nível de óleo pode ser verificado.
  3. O acionamento central, seja uma engrenagem helicoidal ou cilíndrica, deve ter o nível de óleo adequado verificado rotineiramente.

A maioria dos fabricantes recomenda manutenção dos câmbios durante o tempo ocioso entre os ciclos de colheita com tarefas específicas designadas antes e após cada ciclo de colheita. Com mais horas de operação anual ou temperatura de operação maior ou velocidade maior de operação, mais freqüente é a manutenção.

Antes de um Ciclo de Colheita

  1. Verifique o nível de óleo e assegure que seja completado conforme as especificações do fabricante.
  2. Chacoalhe a roda e observe para assegurar que não há movimento no eixo de entrada. Se o eixo estiver solto, remova a tampa da extremidade, instale um calço pré-carga para remover qualquer movimento excessivo entre o rolamento e a canaleta e aperte a tampa para pré-carregar os rolamentos. Poderia ser um bom momento para trocar qualquer selo com vazamento.
  3. Assegure que os furos de drenagem das tampas (se as caixas tiverem) estão livres e sem lama, entupimento e outros resíduos. Por exemplo, algumas espécies de vespa gostam de fechar estes furos. Caso sejam encontrados resíduos, é possível limpá-los com um prego pequeno. Durante a limpeza dos resíduos, tome cuidado para não danificar o selo interno.
  4. Caso a caixa de engrenagens tenha uma câmara de expansão de diafragma, verifique por vazamentos de óleo. Um diafragma rompido permitirá descarga quando o câmbio estiver pressurizado. Assegure que o respiro da tampa esteja limpo para permitir a expansão do diafragma.
  5. Verifique por vazamentos ao redor de todas as tampas, apertando sempre que necessário.

Após um Ciclo de Colheita

  1. Verifique por vazamentos dos selos de entrada e saída. Troque-os, se necessário.
  2. Remova o plugue superior após observar evidência de vazamento de óleo.
  3. Remova o plugue inferior e drene adequadamente todo o óleo e a água. As caixas de engrenagens fazem um mistura de óleo e água de “maionese” cinza, que não deve permanecer na caixa. Em todas as instalações novas, é necessário drenar todo o óleo após o primeiro ano de operação conforme as instruções de garantia.
  4. Todo o óleo usado deve ser encaminhado conforme as recomendações do fabricante. Alguns operadores usam uma graxa tipo moly´, peso “0”, ao invés de óleo de transmissão EP. Lembre-se que a graxa é essencialmente óleo e sabão. Quando o óleo estiver usado até o ponto de degradação, permanece apenas sabão, fornecendo muito menos lubrificação e comprometendo os componentes da caixa de engrenagens.

Ao seguir estas diretrizes básicas de manutenção e também as estipuladas no manual dos sistemas de irrigação, é possível assegurar uma operação de longo prazo adequada dos componentes da transmissão. Apesar do esforço, estas etapas de manutenção mais que valem a pena no longo prazo e não devem ser subestimadas.